Jasmijn desenha a si mesma e aos pais / Jasmijn tekent Jasmijn-pop en mama en papa

Há uns meses a Jasmijn desenhou uma boneca Jasmijn, que me deixou muito orgulhosa: tinha cabeça, pés, braços… em perfeita sintonia com a idade.

Een paar maanden geleden heeft Jasmijn een Jasmijn-pop getekent dat mij erg trots op haar maakte: de pop had kop, voeten, armen… precies goed voor haar leeftijd: een kopvoeter.

Kopvoeter 26 mei 2008

Há uns dias lá na creche ela fez outros bonecos, desta vez mais detalhados. E hoje de manhã, entre o café da manhã e o ir para a creche, ela fez mais. 🙂

Een paar dagen geleden heeft ze andere poppen bij de kinderdagverblijf getekent, met meer details. En vanochtend, tussen het ontbijt en het naar de creche gaan, heeft ze nog meer getekent. 🙂

Os detalhes é que são uma beleza: cabelo (haar), olhos (ogen), boca (mond), nariz (neus), braço (arm) com dedos (vingers), pés (voeten)… Perguntei das orelhas (oren) e ela não só as colocou, como acrescentou também as bochechas (wangen).

De details zijn erg geweldig: haar, ogen, mond, neus arm, vingers, voeten… En toen ik over de oren vroeg, tekende ze die plus de wangen.

Depois ela foi desenhar o pai: fez umas duas bolinhas pequenas primeiro, dizendo que não conseguia fazer uma cabeça grande.

Hierna ging ze de vader tekenen: eerst heeft ze een paar kleine cirkels gemaakt en zei dat ze geen grote koppen kon maken.

Quando ela finalmente conseguiu fazer um círculo maior para a cabeça, desenhou logo os olhos, o nariz e uma boca risonha e disse: “Papai está sempre rindo. Mamãe também.”

En toen ze eindelijkeen groot kop kon maken, tekende ze gelijk de ogen en de neus, een lachende mond en zei: “Papa is altijd aan het lachen. Mama ook.”

E ele tem 5 dedos em cada mão, o que me surpreende. Não faz muito tempo que ela consegue contar até cinco…

En hij heeft 5 vingers in iedere hand, en dat verraast me. Het is nog niet lang dat zij al tot 5 kan tellen…

Advertisements

London days / Dias londrinos

Last weekend we went for a couple of days in London to celebrate Ruud’s birthday in grand style: watching a Doctor Who exhibition.

Semana passada fomos passar uns dias em Londres para comemorar o aniversário do Ruud em grande estilo: indo a uma exposição de Doctor Who.

I’ve organized everything, from tickets to where Jasmijn would stay and even a couple of days off for him and there we went: two nights in a boat, as it’s always his dreams. We’ve used Stena Line, a Swedish company with many routes around the North and Baltic Seas.

Organizei tudo, de passagens a quem tomasse conta da Jasmijn, e até uns dias de folga no trabalho dele. E lá fomos nós: duas noites num navio, como é o eterno sonho dele. Nós fomos de Stena Line, uma empresa sueca com várias rotas em torno dos mares do Norte e Báltico.

They were really good London days. Too bad it was only for a couple of days, but even then it was pretty nice. We’ve finally met Jayne Nelson, a British journalist that writes for SFX, Total Film and many other magazines. Apart from knowing much of her writings in SFX, we’ve been visiting her weblog for a few years now, and after posting some comments and reactions, and exchanging e-mails, a meeting seemed unavoidable. So when we mentioned that we were visiting London, she immediatly suggested meeting for a meal or something. So we met, and it just clicked. She is a very friendly, open person with a great sense of humour. We had a very nice meal, got to know each other a bit better, and since neither of us wanted to say goodbye after dinner, we slowly strolled through London towards Waterloo station, where Jayne had to take her train. Having said our goodbyes and departing our ways, Ruud and I left the station with the feeling that we just made a new friend…

Foram ótimos dias londrinos. Pena terem sido apenas dois dias, mas ótimo. Finalmente encontramos Jayne Nelson, uma jornalista inglesa que escreve para várias revistas, entre elas SFX e Total Film. Além de conhecermos seus artigos publicados, temos visitado seu weblog há alguns anos. Após várias trocas de mensagens, comentários e reações, nos encontrarmos ao vivo e em cores parecia inevitável. Quando mencionamos a nossa visita a Londrea, ela logo sugeriu um encontro para um almoço ou lanche. Nós nos encontramos e foi aquele clique: legal! Ela é uma pessoa muito amigável e aberta, com um ótimo senso de humor.  Tivemos um ótimo jantar, passamos a nos conhecer um pouco mais, e como nenhum de nós parecia querer se despedir, passeamos lentamente por Londres a caminho da estação de Waterloo, onde Jayne tinha de pegar o trem. Após termos nos despedido e partido em direções contrárias, Ruud e eu deixamos a estação com a sensação de termos feito uma nova amiga…

And we’ve walked miles and miles along the Thames and around town, just visiting bookshops(!), music stores and experiencing the Londonian atmosphere. Great!

E andamos quilômetros e quilômetros ao longo do Tâmisa e pela cidade, visitando livrarias(!), lojas de música e vivenciando a atmosfera londrina. O máximo!

And last but not least: we’ve tried to visit the Natural History Museum, but it was so full we’ve left after 10 or 15 minutes inside! We haven’t forgotten about summer vacation, but probably underestimated the museum’s appeal…

E para finalizar: tentamos visitar o Museu de História Natural, mas estava tão cheio que fomos embora após uns 10 ou 15 minutos! Não tínhamos esquecido das férias de verão, mas subestimado a atração do museu…

Even though it was a very short trip, it was wonderful to just go there again!

Mesmo tendo sido uma visita curtinha, foi maravilhoso visitar a cidade novamente!

Just read / Acabei de ler

As it happens sometimes, I needed to read something really romantic and easy. This time I’ve chosen one of my favorite authors, Linda Howard, in the form of a harcover that popped into my hands when I went to collect some remainders at our warehouse in Den Ilp.

Como acontece de vez em quando, precisei ler algo bem romântico e fácil de ler. Então desta vez escolhi uma de minhas autoras favoritas, Linda Howard, , na forma de um livro de capa dura que praticamente pulou nas minhas quando fui escolher livros restantes en nosso armazém em Den Ilp.

Anyway, the story is nice, well-written and not really challenging, which was exactly what I needed at the moment. The plot is quite obvious, as it usually is with those romantic suspense books, but very nice to pass time. After all we need to keep eclectic, right?

Enfim, o livro é legal, bem escrito e nada complicado, exatamente do que eu estava precisando no momento. A estória é bem óbvia, como costuma ser nesses romances de suspense, mas ótima para passar o tempo. E afinal precisamos nos mantermos ecléticos, certo?

Batman – The Dark Knight

I guess the title says it quite enough, but for those still in doubt, yes, we just went to see The Dark Knight. And loved it!

Acho que o título já diz tudo, porém para os que ainda têm dúvidas, sim, nós acabamos de assistir a The Dark Knight. E adoramos!

I’m not the biggest fan at home, but I really enjoy the action and the way the last two films (the first was Batman Begins) have been done. They keep closer to the retales of Batman, released in comic format by DC Comics under the name of Batman: The Dark Knight Returns and such.

Não sou a maior fã do homem-morcego aqui em casa, mas eu gosto da ação e do modo como os dois últimos filmes (o primeiro chamou-se Batman Begins (não sei a trad. em português…)) foram realizados. Eles estão muito mais próximos das “novas” aventuras do Batman lançadas em quadrinhos pela DC Comics sob títulos como Batman: The Dark Knight Returns.

Anyway, I really loved it. It’s darker and grimmer, and very ‘realistic’ in a very graphic novel way. And even though Heath Ledger (†) was incredible in it, because he was!, I still like Christian Bale a lot! And Morgan Freeman, and Michael Caine, and Gary Oldman… Nothing like a very good cast who knowns when to act and not over-act. 😉

Enfim, eu amei. É mais sombrio e pesado, e muito ‘realista’ de um jeito bem à la quadrinhos. E apesar de Heath Ledger (†) estar incrível no fim, ele estava só o máximo!, ainda gosto muito de Christian Bale! E de Morgan Freeman, Michael Caine, Gary Oldman… Nada como um ótimo elenco que sabe quando atuar e não exagerar. 😉

Last readings / Últimas leituras

Densha Otoko manga vol. 1
Train Man:Densha Otoko manga vol. 1

The last few weeks I’ve been reading different things, but I’ve just forgotten to mention them.

Nas últimas semanas tenho lido várias coisas diferentes, mas fico esquecendo de mencioná-las.

Yesterday I just finished the 3 books manga series Train Man: Densha Otoko, by artist Hidenori Hana, which I liked very much. It retells the story of a Japanese geek that in a crisis situation speaks up to a drunk man in a train and ends up involved in a series of dates with a nice girl. They of course fall in love, but the whole process is shared by a forum of people who give the Train Man a lot of advice about what to do, what to wear, where to go and such. The art is manga style, but not too childish, which makes it quite enjoyable. I really recomend this one. 😉

Ontem terminei de ler o terceiro e último livro do mangá Train Man:Densha Otoko, do artista Hidenori Hana, do qual gostei muito. O mangá reconta a história de um nerd japonês que, numa situação crítica, ousa agir contra um bêbado num trem e acaba se envolvendo numa série de encontros com uma jovem. Eles naturalmente acabam se apaixonando, mas o processo todo é seguido por um forum de pessoas que dão ao Train Man conselhos sobre o que fazer, o que vestir, aonde ir etc. O estilo artístico é típico de mangá, porém não é infantil, o que o torna muito agradável de ler. Este eu recomendo. 😉

Mermaids Singing, by Val McDermidWhile on vacation I read The Mermaids Singing, by Val McDermid, the first installment of a wonderful series. It tells the story of Tony Hill, a psychologist preparing a profilers Task Force to catch serial offenders in modern Britain and his troubled relationship with police colleague Carol Jordan. And right after that I’ve started The Wire in the Blood, the second book on the series. It’s given its name to a TV drama series, which is already in its fifth year on British television.

Durante as férias eu li The Mermaids Singing, de Val McDermid, o primeiro de uma série maravilhosa. Conta a história de Tony Hill, um psicólogo montando uma força-tarefa de especialistas em traçar perfis de assassinos seriais na Grã Bretanha moderna, e seu complicado relacionamento com sua colega policial Carol Jordan. Logo após comecei a ler The Wire in the Blood, o segundo livro da série, que emprestou o nome a uma série de TV. A série acabou de fechar o seu quinto ano de produção.