What do I do when I want to do everything?

Eh o titulo de um livro que estou lendo no momento. O livro aborda a existencia de scanners, pessoas com milhares de interesses e que, no final das contas, acabam nao fazendo tudo o que gostariam, do jeito que gostariam etc. Barbara Sher diz ela mesma ser uma scanner, alguem com tantos interesses que nao sabe o que escolher para seguir adiante. Em seu livro ela se pergunta, e pergunta ao leitor, sobre a necessidade de escolher. Escolher por que? Por que nao fazer tudo, mesmo que seja numa intensidade diferente? Segundo ela a vantagem do scanner eh justamente a nao-especializacao.

O livro eh bem interessante e me faz pensar em mim mesma: cheia de talentos, interesses, mas nunca sticking to it tempo suficiente para tornar-me uma especialista em alguma coisa. Discordo da necessidade de dar um nome a essa caracteristica (sou basicamente contra etiquetar o mundo e criar gavetinhas de interesses/modos etc), mas entendo o fato de as pessoas sentirem essa necessidade.

O importante: lendo o livro sinto-me um pouco melhor comigo mesma e meus pensamentos fugidios. Eh obvio que considero necessario a especializacao ate um certo ponto, mas saber que essa abrangencia de interesses nao precisa ser sempre nociva ajuda qualquer um a se centralizar melhor e fazer melhores escolhas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s