No parque

Hoje à tarde o Ruud foi passear com a Jasmijn no parque aqui perto de casa, para aproveitar o belo dia de sol e deixá-la engatinhar pela grama. Depois de ter conseguido dar vários passos sozinha, agora ela não quer mais andar… Então é engatinhar à vontade onde pode, em lugares macios.

Infelizmente a máquina estava sem pilha, então não há fotos desse momento mágico. Mas ele existiu e, segundo o Ruud, foi ótimo. Ela ficou mexendo em tudo, olhava fascinada para as flores, mas queria mesmo era comer uns galhinhos… Coisa de criança, certo?

Comendo

E agora, como ela deixou de ser um bebê e é uma criança, não quer mais que a alimentemos. Quer comer sozinha, com a própria colher, beber de copo (não dá, faz a maior melança, mas bem que ela quer…), e se nós damos comida a ela, é uma cuspideira só… Enfim, ela está mostrando direitinho quem ela é: cheia de vontades.
Advertisements

No jardim

Hoje foi considerado nosso primeiro dia de verão, com temperaturas entre 25 e 28 graus. Incrível, não!?! Para quem está acostumado com o clima holandês, o dia hoje estava mesmo quente. Tão quente que me atrevi a sair de camiseta e andar de saia sem meia-calça… Nessa história, acabei resolvendo dar uma voltinha com a Jasmijn no nosso jardim, quase pronto, para ela ir se acostumando a brincar do lado de fora. A pobrezinha quase sempre está dentro de casa, por causa do tempo chulepa desta terra.

O Ruud tirou fotos dela, mas ainda não baixamos. Assim que der, coloco aqui.

O legal foi vê-la querendo comer todas as plantas e bichos que via na frente. Teve uma pobre lesminha que tive de tirar da frente dela para que não se tornasse sopa… 😉

Enquanto eu ficava tirando ervas daninhas, ela ia me ajudando, pegando folhas do chão e colocando na nossa “lata de lixo verde”. É claro que, no meio do caminho, ela parava para tirar tudo do lixo e colocar de novo no chão e vice-versa, comer um pedaço de pinha ou sei lá mais o quê. Enfim, foi só o máximo. Agora é esperar o verão chegar para ficar (por umas duas semanas…).