Estudos e coisa e tal

Minhas aulas recomeçam na semana que vem e estou super motivada. Só a idéia de voltar a encontrar pessoas, a conversar sobre assuntos interessantes (para mim, pelo menos!) e me dedicar a alguma coisa que não seja casa, marido, filha e trabalho (apesar de ser trabalho, é prazeroso) já me deixa contente. É claro que adoro estar em casa, com a Jasmijn e o Ruud, mas o trabalho anda me deixando cada vez mais cansada: atitudes imbecis e babacas me deixam uma fera, irritada e com vontade de mandar todos pr’aquele lugar. E isso só me motiva mais a voltar a estudar, a mudar de linha de trabalho, a fazer coisas que desafiem o intelecto. Trabalhar numa livraria é bem interessante, mas após 5 anos, como é o meu caso (caramba!), a novidade já se desfez e não há nada realmente desafiante ou interessante. Saber que livros estão sendo publicados, ajudar clientes ingratos e ofensivos e coisas do gênero não é muito gratificante, acreditem em mim.

Eu, na minha doce ilusão, achava que só teria de recomeçar a fazer estágio a partir de fevereiro, no início do 3o. bimestre, pois já tinha feito o estágio necessário. Esta semana descobri que o negócio não é mais bem assim… Este ano (!) eles resolveram que todo mundo que está voltando a estudar e já fez estágio, deve refazer o estágio off the records. O processo é o mesmo, lidado de modo oficial, mas você não recebe qualquer ponto por isso. Por um lado eu entendo o porquê, e acho até que eles têm razão, porém é muito frustrante ter de fazer tudo de novo, ainda mais com a Jasmijn tão pequenininha. Eu resolvi voltar a estudar este ano justamente porque só teria de fazer estágio mais tarde. Ou seja, me dei mal. Não sei como vai ser com a creche, mas ainda estou sondando… E aí, nova preocupação: um dia extra, mais grana, e a incerteza se nossos empregadores pagarão por isso ou não. Obrigação eles não têm, até porque não é algo que influencie os nossos trabalhos. O governo certamente pagará sua parte, mas ainda assim é uma graninha preta… Mais economia pra galera!


Palavras sábias do meu marido: “É impressionante o que uma situação de caos faz com as pessoas, e como a camada de verniz social que usamos é fina e frágil”, sobre o drama em New Orleans.

Advertisements

2 thoughts on “Estudos e coisa e tal”

  1. É verdade como a “civilidade” desaparece rápido durante emergências ou tragádias. Ou não. Se comparar a enchente de New Orleans com o tsunami no Pacífico, os habitantes e turistas daqueles países de terceiro mundo se comportaram melhor que o governo e a população da “maior potência do planeta”. Mas com Bush no comando, o que mais podia se esperar? Concordo com comenários de alguns jornalistas: o governo federal americano está aproveitando a tragédia para “se livrar” de parte da população que incomoda. Limpeza étnica nos piores moldes do nazismo. Deixar morrer quem eles não consideram importantes.

  2. Também pensei na tsunami, e em como as coisas por lá se resolveram de modo tão civilizado. Acho que New Orleans está mostrando para o mundo inteiro (de modo absurdamente claro!) a real face do governo Bush. Deve ter muita gente se arrependendo de ter votado nele… de novo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s